CATEGORIAS:

Aumentar vendasGestãoOperaçãoProdutosSem Categoria

O mercado de alimentos e bebidas é um dos mais atrativos para quem deseja abrir um negócio próprio. Com barreiras de entrada e muita demanda, o futuro empreendedor vê a possibilidade de empreender no food service como a realização do sonho de independência e autonomia.

Entretanto, empreender nesse mercado pode ser um desafio e tanto, sobretudo se você nunca trabalhou em serviços de alimentação. Modas passageiras, falta de planejamento e desconhecimento do comportamento do cliente estão entre as principais causas de insucesso dos empreendimentos.

Se você quer saber como evitar esses problemas e caminhar seguro rumo ao sucesso, confira as 5 dicas que separamos e comece com o pé direito!

1. Estude tendências

O mercado de alimentos e bebidas é muito dinâmico: sempre existem novos produtos e formatos despontando em algum lugar, e muitas vezes pode ser difícil para o empreendedor dar conta de tanta novidade.

Aqui, o importante é não se desesperar nem tentar dar conta de todas as tendências, do contrário, seu negócio corre o sério risco de ficar sem identidade definida.

Assim, ao analisar as tendências do mercado, procure identificar quais delas se identificam com sua visão e propósito, e quais dessas podem apelar positivamente junto aos seus clientes.

2. Faça um bom plano de negócios

Empreender no food service é sempre um desafio e tanto, e é justamente por isso que você precisa dedicar tempo e esforços para planejar bem todas as suas ações.

Elaborar um bom plano de negócios já se tornou praticamente um mantra entre consultores de negócios e empreendedores mais experientes, e não é para menos: esse planejamento inicial, quando bem-feito, pode, inclusive, fazer você repensar todo o conceito do seu empreendimento, ao demonstrar que, muitas vezes, sua ideia favorita pode não ser tão rentável quanto se imaginava. 

Por isso, dedique o tempo necessário à elaboração do seu plano de negócios, tentando investigar e pesquisar todos os elementos que possam influenciar seus resultados, de forma realista e baseada em dados concretos.

3. Execução é tudo

Por outro lado, ao mesmo tempo em que a elaboração de um plano de negócios salva muitos negócios, tenha cuidado para não cair na armadilha de ficar paralisado pelo planejamento, detendo-se em minúcias e atrasando o momento de pôr a mão na massa.

Por melhor que seja o seu planejamento, empreender no food service é lidar com imprevistos. Picos repentinos de demanda, fornecedores que atrasam as entregas, equipamentos que dão problema no pior momento do dia etc.

Por isso, é importante que você defina um prazo para tirar a cabeça das planilhas e papéis e começar a fazer as coisas acontecerem na vida real. Lembre-se de que sempre haverá elementos que você não poderá prever e que apenas a experiência concreta de empreender poderá trazer maturidade ao seu negócio.

4. Entenda o comportamento do seu cliente

Todo negócio de sucesso gira, em última análise, em torno de uma única pessoa: o cliente. Por isso, nenhuma esforço para entender seu cliente é demais. Não basta apenas traçar seu público-alvo, é necessário ir além e entender as motivações do seu cliente, conhecê-lo a fundo, formando uma verdadeira persona.

O conceito de persona é muito usado no marketing como um aprofundamento do que se costuma definir como público-alvo. Ao definir a persona para a qual o seu negócio ou suas ações de divulgação se dirigem, você cria uma espécie de pessoa fictícia, com nome, idade, profissão, valores, renda mensal, necessidades, anseios, problemas a serem resolvidos pelo seu negócio etc.

Ao trabalhar com o conceito de persona, você consegue visualizar alguém real e se colocar no lugar do seu cliente em potencial na hora de tomar qualquer decisão. Dessa forma, seu empreendimento se ganha pessoalidade e você consegue alcançar o cliente de forma mais profunda.

Para compreender melhor o comportamento do seu cliente, é fundamental compreender algumas de suas características, como:

  • onde meu cliente mora;
  • que tipo de comida ele consome;
  • qual sua idade;
  • com que frequência ele costuma comer fora de casa;
  • com que frequência ele costuma pedir comida em casa;
  • quais suas necessidades;
  • quais os valores que norteiam suas ações e suas escolhas de compra;
  • com que causas ele se identifica;
  • quanto ele costuma gastar quando vai a restaurantes.

5. Compartilhe seu propósito

Sim, o cliente é o motor do seu negócio, mas empreendimentos duradouros, que alcançam verdadeiro sucesso, são aqueles que possuem um propósito na sua origem.

Os grandes empreendedores, aqueles que deixam um legado atrás de si e impactam vidas dentro e fora de suas organizações, começaram suas jornadas empreendedoras movidos por um propósito, uma visão de mundo que precisava se concretizar através do seu negócio.

Infelizmente, é comum que os empreendedores percam de vista esse propósito em meio à correria do dia a dia e às atividades cotidianas necessárias para implementar e tocar um negócio.

É importante, porém, que você compartilhe seu propósito, tanto com sua equipe quanto com seus clientes. Se as pessoas que trabalham com você entendem o propósito por trás daquela operação, elas poderão tomar decisões cotidianas que aproximem sua empresa desse propósito inicial, ajudando você a concretizar sua visão de mundo.

Ao mesmo tempo, vivemos um momento em que as pessoas querem se conectar às marcas e produtos que consomem não mais apenas pela qualidade que eles trazem, mas também pelos valores que guiam suas ações. Nunca antes as empresas precisaram se posicionar tanto em questões como meio ambiente, direitos dos animais, diversidade etc.

Por isso, ao se comunicar com seu cliente, transmita para ele seu propósito e os motivos que o levaram a criar aquele negócio. Ao expor suas motivações mais profundas, você abre uma porta para se conectar com sua audiência de uma forma profunda, gerando engajamento e tornando seus clientes em promotores da sua marca.

Empreender no food service é sempre um desafio, mas com dedicação e seguindo as dicas que separamos para você, seu empreendimento certamente estará no caminho certo em direção ao sucesso.

E que tal aproveitar para compartilhar esse material nas suas redes sociais? Dessa forma você divulga o conhecimento, constrói uma imagem positiva para si e para sua marca e nos ajuda a desenvolver uma comunidade de empreendedores focados em ter sucesso!

Escreva um comentário

Share This