CATEGORIAS:

Aumentar vendasGestãoOperaçãoProdutosSem Categoria

A elaboração de um cardápio para lanchonete exige atenção e cuidado do gestor. É preciso identificar os preços, os lanches vendidos e usar um design atrativo para instigar a venda.

Os produtos oferecidos também devem atender ao perfil do público consumidor e da localidade em que a lanchonete se encontra. O cardápio, muitas vezes, é o primeiro contato do cliente com o estabelecimento. Por isso, é necessário valorizar a sua elaboração.

Continue a leitura e aprenda como criar um menu atrativo para aumentar as suas vendas!

Defina o perfil do estabelecimento

Antes de criar o cardápio para lanchonete, é necessário identificar o perfil do estabelecimento. A intenção é vender produtos com preço acessível para o consumo no dia a dia ou ter uma perspectiva mais gourmet? Como é a aparência externa e interna da lanchonete? Onde ela está inserida?

Essa avaliação ajuda o gestor a identificar como será o design do cardápio, os preços praticados e os produtos vendidos. Por exemplo: uma lanchonete com um perfil popular costuma vender X-salada, enquanto a do estilo gourmet disponibiliza hambúrgueres artesanais, com ingredientes selecionados.

Analise o perfil do cliente

O cardápio também deve ser pensado conforme o perfil do cliente que se pretende atender. Qual é a renda média dos consumidores, a faixa etária e a localização do estabelecimento? Ele está próximo a uma faculdade ou dentro de um aeroporto? Tudo isso influencia na hora de elaborar o menu.

Pessoas com maior poder aquisitivo costumam valorizar produtos selecionados e uma apresentação diferenciada. Já quem tem um poder de consumo mais baixo opta por lanches práticos e econômicos.

Se o estabelecimento está localizado perto de um terminal de ônibus, por exemplo, haverá um grande fluxo de público em busca de um salgado ou doce rápido de ser consumido. Afinal, é necessário fazer a refeição e ficar atento ao horário de chegada do transporte.

Ou seja, fica mais fácil acertar na escolha do cardápio ao analisar as necessidades dos clientes.

Identifique os produtos vendidos no cardápio para lanchonete

O primeiro critério a ser considerado na hora de selecionar os lanches é a qualidade. Invista em um mix de produtos com ingredientes que dão um sabor diferenciado para o alimento.

Se você tem uma equipe enxuta ou uma infraestrutura pequena, por exemplo, pode dar preferência para a aquisição de produtos congelados. A mesma opção é válida para quem pretende oferecer refeições rápidas para os clientes.

Esses lanches são mais fáceis de preparar, pois apenas é necessário seguir as instruções da embalagem na hora de assar. Conheça alguns itens que podem ser disponibilizados no cardápio:

  • salgados: pão de queijo, folhados, empadas, quiche, pão de batata;
  • doces: waffle, cookies, folhado de banana com canela;
  • sucos: laranja, limão, morango, uva e abacaxi;
  • outras bebidas: café, refrigerante, água e chá;
  • lanches quentes: cachorro-quente, misto-quente e baguetes;
  • refeições: massas com diversos molhos, lasanha e sopas.

Lembre-se de que o cardápio para lanchonete deve ser elaborado conforme a sua demanda. Se não houver a possibilidade de oferecer um mix tão variado, invista em produtos mais tradicionais e fáceis de serem preparados e dê um diferencial para a apresentação.

Por exemplo: se não é possível oferecer X-salada porque isso demanda mais tempo da equipe e quantidade de ingredientes, você pode ter a opção de usar um pão de queijo maior e inserir recheios variados como: presunto e queijo, calabresa e doce de leite.

Analise os preços da concorrência

Frequente os estabelecimentos da região para saber quais são os produtos oferecidos e os preços praticados pela concorrência. Se o seu perfil de cliente for o mesmo, isso pode ajudá-lo a identificar quais lanches têm mais saída e os valores que atraem as pessoas.

Contudo, não se esqueça de que também é preciso avaliar os custos do seu negócio. Você deve considerar o valor do aluguel, as despesas com água, luz, salário dos funcionários, manutenção de equipamentos e custo dos produtos para precificar os lanches de forma adequada. Caso contrário, correrá o risco de não ter uma margem de lucro adequada, o que pode prejudicar as finanças da lanchonete.

Valorize a descrição dos produtos

Geralmente, as lanchonetes vendem produtos conhecidos do público em geral. Todavia, eles podem conter ingredientes diferentes em sua elaboração.

Por exemplo: uma lanchonete pode oferecer um X-salada que contenha milho, ervilha, tomate, alface e pepino, enquanto outra coloca apenas alface e tomate. Situação semelhante ocorre com os salgados de rápido preparo. Um folhado pode conter recheio de frango com requeijão, enquanto outro terá calabresa com catupiry.

Por isso, é muito importante valorizar a descrição dos produtos para evitar dúvidas dos clientes na hora de selecionar o lanche. Também podem ser utilizados adjetivos para atrair a atenção como “artesanal”, “diferenciado” e “saboroso”.

Também é recomendável separar os produtos por categorias no cardápio para lanchonete como: lanches, bebidas, sobremesas, refeições. Isso facilita a leitura do cliente e o direcionamento para o lanche que ele busca naquele momento. Se o estabelecimento oferece combos econômicos, insira essa opção no menu para o consumidor conhecer essa opção.

Outra característica que precisa ser pensada é a forma de precificação dos lanches. Em geral, é utilizada uma coluna para a indicação dos preços ao lado de cada produto, pois isso facilita a análise do consumidor. 

Use um design atrativo

Por último, é hora de investir no layout do cardápio. Fuja dos modelos simples impressos em uma folha comum. Procure uma agência de publicidade e propaganda ou uma gráfica para elaborar um cardápio atraente.

A equipe profissional saberá indicar quais cores são as mais indicadas para atrair a atenção do consumidor, assim como fazer uma organização adequada das informações.

Dê preferência para o uso de um material de qualidade e de fácil manuseio. Você pode optar pela inserção de um plástico duro em torno do cardápio para facilitar a limpeza do material e aumentar a sua resistência.

Pronto! Agora você já conhece todos os fatores que precisam ser considerados na hora de elaborar o cardápio para lanchonete. Ao seguir essas dicas, você aumentará as chances de ampliar as vendas.

Que tal colocar essas ações em prática? Aproveite para deixar o seu comentário e compartilhar a sua experiência no assunto! 

Escreva um comentário

Share This