CATEGORIAS:

Aumentar vendasGestãoOperaçãoProdutosSem Categoria

No dia a dia de restaurantes e lanchonetes, recebemos clientes de perfis variados: os que preferem pagar à vista em dinheiro, os que optam pelo débito automático e os que recorrem ao cartão de crédito. Diante dessa diversidade de recebimentos, é essencial controlar as vendas minuciosamente para manter o equilíbrio do estabelecimento.

No post de hoje, vamos ajudar você a encontrar a melhor maneira de controlar as vendas que são pagas com cartão de crédito e débito fazendo do seu negócio um ótimo exemplo de empreendedorismo. Acompanhe o post até o final!

Os desafios do dia a dia de quem trabalha com cartão  

Os gestores que trabalham com cartão de débito e de crédito costumam vivenciar alguns desafios e questionamentos:

  • qual valor a operadora do cartão vai repassar hoje?
  • as taxas cobradas por ela são as melhores do mercado?
  • quanto, de fato, estão me custando as operações no cartão?

Hoje, a grande maioria das vendas no comércio é paga por meio de cartões, mas nem sempre é feito o controle atento e rigoroso de tudo aquilo que passa pelas mãos das operadoras. A consequência disso é a diferença no recebimento dos valores, o descontrole das contas e, na pior das hipóteses, o prejuízo na receita do estabelecimento.

Diante disso, vamos falar sobre as etapas que devem ser consideradas na hora de controlar as vendas no cartão e garantir que toda a operação seja rentável, sem nenhum prejuízo. Confira agora mesmo!

Dicas para controlar as vendas no cartão 

1. Cadastrar todos os tipos de recebimentos 

É muito importante listar com clareza e exatidão todos os tipos de recebimento que há em seu negócio: pagamento à vista em dinheiro, à vista no débito, pagamento no crédito à vista, crédito à prazo e, se for o caso, o número de parcelas.

Para cada uma dessas opções as operadoras de cartão cobram uma taxa diferente. É preciso ter isso bem evidente até mesmo para precificar a sua mercadoria ou o seu serviço, garantindo que o lucro não se perca em meio às transações.

2.  Registrar os custos de cada recebimento no cartão

A dica é fazer um relatório com todas as características das operadoras de cartões: taxa administrativa, taxa de aluguel de maquininha, prazo para repassar o valor líquido da venda, juros para antecipar os recebimentos.

Todos os custos devem ser contabilizados. Se a venda for dividida, não se esqueça de anotar o número de parcelas. E lembre-se também de sempre registrar o dia da venda para projetar a data do recebimento.

3. Analisar as propostas das operadoras para escolher a mais adequada ao seu negócio 

Cada operadora de cartão tem um custo para determinado pacote de serviços. Analise qual é o mais adequado para o seu negócio. Para se ter uma noção, há operadoras que oferecem juros menores, outras têm taxas administrativas mais amigáveis, há as que disponibilizam o aluguel da maquininha gratuitamente e as que realizam o repasse do pagamento com mais rapidez.

Cada uma vai oferecer uma vantagem. Escolha a que for melhor para você. E lembre-se de monitorar as taxas acordadas constantemente.

4. Projetar os recebimentos e os ganhos 

Para controlar as vendas, é fundamental monitorar os recebimentos e os custos para poder, enfim, projetar os ganhos e a margem de lucro. Um bom controle disso requer um registro atento de tudo que entrou no caixa e a dedução das taxas cobradas.

Assim, você poderá fazer a projeção do valor líquido e da data em que os recebimentos serão creditados em sua conta. Com esse tipo de controle, caso tenha necessidade, é possível fazer uma solicitação segura de antecipação de crédito sem ter prejuízos.

5. Arquivar todos os comprovantes para conferência 

Mesmo fazendo uso de uma boa planilha de controle, a dica aqui é arquivar todos os comprovantes de venda e transações. Assim, é possível conferir tudo que foi lançado em suas anotações e no site da operadora do cartão.

Faça a conferência ao final do expediente ou no dia seguinte. Seja disciplinado nessa tarefa diária, para não acumular serviço e não ter divergência de valores bruto e líquido e nem nas taxas cobradas. Fique sempre atento a essas questões.

A importância do gerenciamento de qualidade para controlar as vendas

O gerenciamento de qualidade é a alma do negócio quando o assunto é controlar as vendas e ter um bom plano de negócios. Programas de computadores e softwares ajudam bastante nessa tarefa e agregam as vantagens da agilidade, da segurança e da eficiência.

A dica aqui é evitar o controle feito manualmente em planilhas. Geralmente esse tio de registro incorre ao erro e demanda mais tempo.

Os softwares mais modernos disponibilizam recursos que registram e listam com exatidão as vendas feitas e ainda fazem a projeção dos recebimentos, o que facilita ainda mais o controle financeiro.

É muito importante ficar de olho nessa rotina do negócio para conseguir desenvolver o empreendedorismo com um gerenciamento de qualidade.

Escolha softwares de gestão que ajudam na conciliação de cartões

Alguns softwares e sistemas possibilitam cadastrar os cartões que são aceitos no estabelecimento com as especificidades de cada uma das bandeiras: taxa de aluguel de maquininhas, taxa de operação, prazo para o repasse financeiro, juros por antecipação etc.

Dessa forma, você pode acompanhar todas as transações por meio de um relatório diário sobre tudo que foi vendido com o valor bruto e líquido. Isso se chama conciliação de cartões e é essencial para o negócio!

Com uma eficiente conciliação de cartões, o empreendedor evita surpresas desagradáveis em sua contabilidade de vendas e recebimentos.

O controle de vendas ajuda a garantir a saúde financeira do negócio

Não podemos negar que a chegada das diferentes formas de pagamento, como as vendas nos cartões, ajudou a trazer segurança e praticidade ao comércio, tanto para o empreendedores quanto para os clientes. Mas também é preciso reconhecer que trouxe complexidades aos estabelecimentos que ainda não estão acostumados com essa prática.

Muitas empresas se perdem em meio às transações que envolvem a venda com cartão: taxas de operadora, juros por antecipação de recebimento, parcelamento etc. No post de hoje, vimos como o controle de vendas é essencial para superar isso e garantir uma boa receita.

Por falar em melhorar a receita, conheça agora mesmo 6 ideias de estratégias para aproveitar a sazonalidade nas vendas e garantir aumento no faturamento do seu negócio. Confira!

Escreva um comentário

Share This