CATEGORIAS:

Aumentar vendasGestãoOperaçãoProdutosSem Categoria

Entender a sazonalidade dos alimentos pode ser um fator decisivo na gestão do seu negócio e fazer uma diferença significativa no faturamento da empresa.

Em resumo, produtos com sazonalidade positiva são aqueles “de época” ou que estão na moda, por um motivo ou outro. Já os alimentos com sazonalidade negativa são os mais difíceis de serem encontrados em determinada época ou região geográfica. Portanto, para otimizar o negócio, o ideal é colocar a sazonalidade dos alimentos a seu favor. 

Quer saber mais sobre a sazonalidade dos alimentos? Então, leia o artigo até o final e aprenda como faturar mais em todas as épocas do ano!

A sazonalidade dos alimentos e a cadeia produtiva

Qualquer estabelecimento de food service que trabalhe é impactado pela sazonalidade.

Os alimentos da época têm a natureza a seu favor e precisam de menos intervenção humana para serem cultivados. Por isso, são encontrados com melhores preços e também com qualidade superior. No entanto, nem sempre é possível recorrer apenas aos itens que estão na época, e é aí que o gestor precisa ficar atento.

Mesmo encontrando frutas, legumes e pescados fora de seu tempo de cultivo natural, existe a chance de esses produtos não estarem com a qualidade desejada. Além disso, o preço tende a ser mais elevado. Isso porque, para produzir alimentos fora de época, os produtores precisam utilizar mais tecnologia e, naturalmente, têm mais gastos. Isso leva à necessidade de repassar os custos aos compradores. 

A importância do planejamento anual

Como você sabe, as atividades de um restaurante, padaria ou lanchonete devem ser planejadas com antecedência. Nessa projeção, devem ser consideradas perspectivas realistas do que pode ser feito com a infraestrutura que o local possui. Sendo assim, o ideal é se programar para o ano todo, antevendo a utilização de alimentos sazonais e a oferta de determinados produtos para todo o período. Dessa forma, o gestor evita surpresas negativas, como a baixa oferta de insumos.

Antes de incorporar um produto como essencial em seu cardápio, verifique se é possível encontrá-lo durante todo o ano ou período desejado. Converse com seus fornecedores sobre a disponibilidade de um produto e solicite uma lista com o período em que é possível encomendar cada item. Assim, é possível se planejar com antecedência e priorizar a oferta de produtos que contenham ingredientes sazonais.

Caso consiga adquirir a preços baixos produtos com data de validade mais distante, também não perca a oportunidade. Mas, para conseguir isso, é muito importante ter o fornecedor como um parceiro. Afinal, a compra deve ser realizada de acordo com o planejado, para que você consiga estocar os produtos de forma adequada e não ter prejuízo com desperdício. 

Como adaptar o cardápio à sazonalidade dos alimentos

Para contornar a questão da sazonalidade dos alimentos, além de muito planejamento, também é preciso criatividade! Assim, você não compromete o faturamento do negócio e nem deixa de atender os clientes da melhor forma.

Em datas comemorativas, procure investir em publicidade e chamar a atenção para pratos elaborados com produtos da época. Outra estratégia muito interessante é adaptar o cardápio a cada nova estação. Claro, sempre investindo em marketing e apresentando esse recurso como um diferencial do negócio.

Em se tratando de lanchonetes, por exemplo, uma boa alternativa é oferecer sucos produzidos com frutas da estação, saladas variadas e também combos com pão de queijo ou salgados folhados. 

Também aproveite as estações do ano ao seu favor. No inverno, você pode fazer um menu com várias opções de sobremesas de morango e chamar atenção ao criar um festival. O importante é usar a criatividade e sempre oferecer produtos gostosos e um atendimento diferenciado ao seu cliente. 

Mas você também não precisa restringir o menu aos ingredientes sazonais. No mercado, há diversas opções que estão disponíveis o ano todo. Uma possibilidade é incorporar produtos que já vêm prontos e que podem ser armazenados com facilidade, como pães de queijo, salgados diversos e cookies. Ao optar por um fornecedor de confiança, você disponibiliza ao seu cliente o que há de melhor no mercado a qualquer momento do ano.

Como fidelizar o cliente trabalhando com alimentos sazonais

cliente valoriza o comerciante transparente e honesto. Assim, ao ser questionado a cada época do ano ou quando o cardápio for alterado, informe claramente que determinado produto não está sendo oferecido por estar fora de época. 

Um argumento interessante é destacar que o respeito pela sazonalidade dos alimentos é uma maneira de incentivar produções sustentáveis, já que o clima favorece a colheita em cada época. Afinal, a sazonalidade de frutas e legumes é uma resposta direta da natureza ao momento ideal de cultivo.

Além disso, ressalte, sempre que possível, que essa foi a alternativa encontrada para oferecer ingredientes frescos e saborosos em seu estabelecimento.

Lista de alimentos por época do ano

Se o seu estabelecimento oferece produtos e elabora receitas com alimentos frescos, fique atento ao calendário de algumas frutas e legumes mais consumidos no Brasil.

Janeiro

Abóbora, abobrinha, carambola, coco verde, couve-de-bruxelas, figo, framboesa, fruta-do-conde, maracujá, quiabo e uva rubi.

Fevereiro

Abacate, amêndoas, berinjela, milho-verde, goiaba, jaca e uva-itália.

Março

Acelga, alho-poró, banana, cará, escarola, jaca, jiló, nabo, pera, rúcula, tangerina e tomate.

Abril

Abóbora moranga, almeirão, caqui, chicória, kiwi, mamão-formosa, pepino japonês, pimenta vermelha, tangerina e tomate.

Maio

Batata doce, cenoura, erva-doce, maçã, mandioquinha, pinhão, rabanete.

Junho

Agrião, brócolis, carambola, cheiro-verde, ervilha, figo, gengibre, kiwi, mandioca, mexerica e pinhão.

Julho

Carambola, coentro, couve, espinafre, laranja-lima, pera, rabanete, salsão e toranja.

Agosto

Banana, caju, couve-flor, escarola, lima-da-pérsia, mamão, morango, mostarda, pimentão vermelho, rabanete e rúcula.

Setembro

Abóbora, almeirão, banana nanica, inhame, jabuticaba e nêspera.

Outubro

Acerola, alcachofra, aspargos e manga.

Novembro

Mamão, maxixe, melancia, melão, nectarina e pêssego.

Dezembro

Abacaxi, ameixa, abobrinha, cereja, damasco, endívia, graviola, lichia, romã e vagem-macarrão.

Escolher os ingredientes utilizados em cada época do ano de acordo com a disponibilidade destes é um bom negócio para todos. O comerciante se beneficia ao pagar menos ao adquirir os insumos e o cliente ganha ao consumir produtos frescos e suculentos. Os benefícios também existem para o meio ambiente, que está em condições propícias de produção.

Conhecer a sazonalidade dos alimentos é uma maneira eficaz de manter os seus produtos sempre com qualidade e a um bom preço para você. Estude o calendário de sazonalidade de insumos, programe-se e pense em como extrair o melhor de cada época do ano!

Quer aprender mais sobre gestão em food service e outros temas relevantes para o seu restaurante ou lanchonete? Assine nossa newsletter e fique por dentro dos melhores conteúdos!

Escreva um comentário

Share This