CATEGORIAS:

Aumentar vendasGestãoOperaçãoProdutosSem Categoria

Estima-se que 34% dos consumidores brasileiros gastam em média 25% da sua renda com a alimentação fora de casa, segundo dados do IBGE. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), o setor alimentício cresce em média 14,2% ao ano.

Esses são alguns números que mostram o quanto o mercado de alimentação é promissor e explicam por que tanta gente quer empreender nesse ramo. Por ser um setor muito competitivo, adotar certas estratégias pode ser o diferencial para alcançar o sucesso e ter um negócio consistente.

Uma dessas estratégias é montar um plano de negócios para lanchonete. Esse é o assunto do nosso post de hoje. Descubra como implementar essa ferramenta em sua empresa e aproveitar as melhores oportunidades que o mercado de alimentação tem a oferecer. Boa leitura!

Entenda a importância do plano de negócios para lanchonete

O plano de negócios é a primeira atitude para tirar uma ideia do papel. Consiste em um documento estruturado no qual são definidas as diretrizes para um negócio. É uma forma de avaliar se a ideia realmente tem potencial perante o mercado.

Esse plano ajuda o empreendedor a enxergar sua empresa de forma sistêmica, perpassando pela definição dos objetivos, estudo dos produtos e serviços, análise de mercado e definição do planejamento de marketing, financeiro e operacional.

É importante não só para quem deseja abrir uma empresa, mas também para quem quer reestruturar o seu negócio. Com essa ferramenta, é possível verificar a viabilidade do empreendimento e mitigar riscos para o curto, médio e longo prazo. Além disso, serve como auxílio à tomada de decisão.

O plano de negócios oferece a possibilidade de aprimorar as estratégias, uma vez que identifica gargalos, tornando o investimento mais sólido, consistente e bem preparado para enfrentar a concorrência. Se você está curioso para saber como começar a estruturar um plano de negócios, continue a leitura!

Sumário executivo

O primeiro item a ser trabalhado em um plano de negócios é o sumário executivo. Ele representa uma síntese de todo o seu negócio. Não deve ter mais que duas páginas e precisa apresentar as seguintes informações:

  • perfil do empreendedor;
  • dados do empreendimento;
  • mix de produtos e serviços;
  • missão da empresa;
  • diferencial competitivo;
  • setor da atividade;
  • forma jurídica;
  • enquadramento tributário;
  • investimento inicial;
  • fonte de recursos.

O sumário executivo é o primeiro contato de qualquer leitor com a empresa. Por isso, deve apresentar de forma clara e sucinta uma visão geral do negócio. Muitas empresas utilizam essa estratégia para atrair novos sócios e fechar parcerias. Esse passo é importante até mesmo para o próprio empreendedor conceber melhor o seu negócio.

Análise do mercado

Outro tópico do plano de negócio consiste na análise do mercado. Isso é feito em relação a três grupos que são fundamentais para o funcionamento de qualquer empreendimento, principalmente se tratando de uma lanchonete. Vamos explicar cada um deles.

1. Público-alvo 

Qual é o perfil do consumidor que vai comprar o seu produto? Quando se trata de lanchonete, isso está diretamente associado à localização do ponto comercial.

Se o seu estabelecimento está localizado próximo a academias, por exemplo, talvez seja interessante investir em produtos saudáveis e que atraiam a atenção de pessoas mais jovens. Dê preferência a produtos que não demandam muito tempo de preparo, já que esse perfil de cliente tende a passar pelo estabelecimento rapidamente.

Ou seja, para melhorar a experiência do consumidor em sua lanchonete, é preciso conhecê-lo e entender suas necessidades.

2. Concorrentes

É primordial acompanhar o que os concorrentes oferecem para saber se posicionar à frente deles. Para isso, você precisa estar por dentro das tendências do setor alimentício e manter um relacionamento bem próximo ao seu cliente.

Reserve espaços para que o cliente dê sua opinião. Essa é uma das melhores formas de saber o que precisa ser aprimorado em seu negócio. Assim, você pode fidelizar clientes antes da concorrência.

3. Fornecedores

O fornecedor é peça-chave para o sucesso de qualquer empresa. Por isso, antes de fechar os contratos, faça um levantamento para verificar se o fornecedor oferece bom custo-benefício, produtos de qualidade, agilidade nas entregas e relacionamento personalizado.

Plano de marketing

Pensar no diferencial de um negócio é definir o posicionamento da marca, e isso deve ficar claro no plano de marketing. Como você deseja que a sua empresa seja lembrada?

Para isso, é fundamental decidir sobre as políticas de preços, as estratégias de divulgação dos produtos, o ponto de venda e quais itens serão comercializados.

Análise estratégica

É na análise estratégica que se apresenta a matriz SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats). Ou seja, você vai levantar quais são as forças e fraquezas do negócio e quais as oportunidades e ameaças do ambiente ao qual ele está submetido.

Essa ferramenta é uma forma simples de analisar o ambiente interno e externo de uma organização e adotar estratégias para otimizar o desempenho da empresa perante o mercado.

Plano operacional

No plano operacional, deve ser esclarecido o modo como a sua lanchonete vai comercializar os produtos. São definidos os equipamentos necessários, a estrutura física, a capacidade de produção e a mão de obra envolvida nas tarefas.

Se você está perdendo vendas no horário de pico, por exemplo, pois não consegue produzir os alimentos e entregá-los ao consumidor com rapidez, está na hora de conhecer os benefícios dos alimentos congelados.

Plano financeiro

O plano financeiro consiste em detalhar os números do negócio para verificar sua viabilidade. Nessa etapa, são determinados os investimentos, o capital de giro, as estimativas de custos e as despesas envolvidas no negócio, além do payback, que é o prazo para recuperar o investimento inicial.

O plano financeiro também permite calcular o ponto de equilíbrio, que é o faturamento mínimo para a empresa não ter prejuízo.

Com este post você percebeu que montar um plano de negócios para lanchonete não é tão complexo. Basta seguir as dicas deste conteúdo para definir ou redirecionar os rumos da sua empresa. Com o plano de negócio, você poderá gerir a sua lanchonete de forma mais eficiente e ter mais certeza na hora de tomar as decisões.

Se você gostou deste post sobre plano de negócio para lanchonete, então compartilhe em suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!

Escreva um comentário

Share This